Crise no Brasil? Confira tudo sobre imigração para o Canadá

Diante crise política e financeira em nosso querido Brasil, a repórter Cristine Lore do Portal Giro da Lore, entrevistou consultores, professores e especialistas que estão no Canadá para falar sobre intercambio e imigração no país e tirar todas as suas dúvidas sobre o tema.

Confira matéria:

O Canada é um pais extremamente acolhedor. Com o seu processo de imigração, o Canadá tem atraído pessoas de toda a parte do mundo, principalmente os brasileiros que estão a procura de um lugar seguro e que ofereça mais qualidade de vida.
Para trabalhar no Canada, mais precisamente na província do Quebec, existem várias opções. Uma delas é por meios dos estudos que também é uma das vias mais procurada por quem tem o interesse em participar do processo de imigração no Quebec.  Ao  mesmo tempo que o estudante esta se capacitando, ele tem a oportunidade de praticar o idioma e viver a cultura canadense.  A província do Quebec, conta atualmente com mais de 40 mil empregos disponíveis. As áreas de Gestão, Tecnologia e Saúde estão em alta demanda. Para suprir esta demanda, o College Teccart tem ajudado na economia canadense formando profissionais para as áreas em questão na região do Quebec. Com cursos na área de Tecnologia, Gestão, Moda, Arte e Designer, o Teccart tem sido uma instituição de ensino que vem contribuindo ativamente com a formação e qualificação das pessoas no mercado de trabalho. Um dos cursos mais procurados no Teccart, é o DEP –diplôme d’études professionnel – na área de informática que é admissível para o programa de imigração PEQ. Após a formação, o estudante poderá solicitar o CSQ – certificat de sélection du Quebec – e logo após dar entrada no processo de imigração. É importante salientar que o idioma é um fator primordial neste processo.

Para fazer um college,o estudante precisa ter o nível satisfatório para acompanhar e desenvolver suas habilidades durante as aulas. Quem não possui o nível de inglês ou francês adequado para entrar em um college, não precisa ficar preocupado. Antes de iniciar o college o estudante tem a opção de vir estudar o idioma aqui no Canada. A escola Miila – Montreal international institut of language arts – oferece cursos de qualidade de inglês e de francês a custo acessível. A Miila tem sido a escolha de muitos estudantes principalmente por causa do nível de aprendizado que os estudantes adquirem ao longo do curso. A escola oferece cursos em três modalidades, são elas : em tempo parcial, curso intensivo e o super intensivo. O estudante pode escolher a forma que mais convém a sua necessidade. Além disso, a escola oferece atelies de conversação de inglês e de francês gratuitamente, e atividades extra classe, o que favorece a imersão no idioma. A Miila compreende o seu papel e a importância do aprendizado do idioma na vida das pessoas. Seja por que a pessoa precisa aprender o idioma para dar um UP na carreira profissional no Brasil ou porque ela quer participar do processo de imigração. A escola oferece todas as ferramentas necessárias para que o estudante se torne fluente no idioma escolhido. Além de oferecer um ensino de alta qualidade, a escola esta em uma estrutura nova e ampla de fácil acesso ao metro, comércios e das regiões habitacionais mais escolhidas pelos imigrantes e visitantes.

Alunos MIILA

Alunos MIILA

O processo de visto depende do tempo em que o estudante pretende estudar. Se o estudante tiver o interesse em fazer um curso de curta duração de até 24 semanas, o estudante poderá solicitar o visto de turista ou o eTA, identificação eletrônica do governo canadense,mas que só é válida para quem tem visto americano ou já esteve no Canadá no últimos 10 ano. O processo é simples e pode ser feito por conta própria no site do governo canadense.

Entrevista:

Giro da Lore – Quais os benefícios de escolher estudar no Canadá?

Priscila Cardoso – O Canadá é hoje o principal destino de estudantes brasileiros. Em cada 10 pessoas que sonham em fazer um intercâmbio, podemos dizer que 6 já pensam no Canadá como escolha. Um intercâmbio é um investimento em qualificação profissional. Hoje o mundo é globalizado.Você pode estar em São Paulo, no Rio de Janeiro ou em Recife, mas tendo contato com estrangeiros, a matriz de sua empresa, lendo relatórios em inglês ou francês etc. A fluência em um idioma estrangeiro é benéfica para todas as profissões. Um planejamento é essencial para quem quer fazer um intercâmbio. O primeiro passo é pesquisar e muito. Claro que preços fazem diferença,mas não é ó isso. Um intercâmbio é um investimento pessoal.Não adianta você viajar e estudar em uma escola com turmas cheias e sem um programa definido porque é dinheiro e tempo jogados fora.

Giro da Lore – Existe alguma cidade em que o intercambio fica mais barato? ou que compensa mais fazer o curso pela diversidade de imigrantes, assim sendo nao ter uma grande quantidade de brasileiros na mesma escola?

Priscila Cardoso –  A cidade de Montreal foi eleita este ano como o melhor lugar para se estudar no mundo (O prêmio foi dado pela consultoria inglesa Quacquarelli Symonds https://www.topuniversities.com/university-rankings-articles/qs-best-student-cities/montreal, que avaliou 100 cidades universitárias em todo o planeta. Montreal, que completa 375 anos em 2017, deixou para trás Paris, Londres, Seul e Melbourne).  e  este prêmio está ligado a qualidade de ensino, segurança e baixo custo.De maneira geral, as cidades canadenses atraem por ter o custo de vida mais baixo do que nos EUA, mas um dos pontos principais é que é uma sociedade aberta para imigrantes  e isso faz toda a diferença. O Canadá recebe estudantes do mundo inteiro que buscam qualificação, experiência cultural e cenários deslumbrantes. Quem vem estudar ou passear quer sem bem tratado e não discriminado.Se você quiser ir aos Estados Unidos nos finais de semana é muito fácil. Montreal tem  excelente localização e é fácil ir daqui para outras cidades canadenses ou para os Estados Unidos. A fronteira americana fica a 90 minutos e em 5 horas de carro você pode chegar a Nova Iorque. Montreal fica atrás apenas de Boston como maior cidade universitária em toda América do Norte. É que com o dólar alto, estudar inglês nos Estados Unidos ou no Reino Unido ficou muito caro e o Canadá aparece  como uma opção economicamente viável. Um curso canadense de inglês pode custar metade do que custaria um curso similar em Nova Iorque ou em Londres, que tem a libra esterlina como moeda.

Giro da Lore – Qual a melhor época para ir estudar?

Priscila Cardoso – Depende do que você gosta. O inverno no Canadá é rigoroso sim. Em muitos locais desce até menos 30, porém com casacos adequados, ninguém congela. É uma questão de saber aproveitar o inverno aprendendo a esquiar, patinar no gelo, lareira, vinhos etc. De maneira geral, em qualquer parte do ano é possível estudar no Canadá!

Giro da Lore –  É possível que destinos alternativos a America se tornem mais comuns? Que outros países despontam nesse cenário?

Priscila Cardoso – Sim. No governo de Donald Trump há um crescimento da xenofobia e uma maior dificuldade para emissão de vistos, o que impulsiona o turismo de intercâmbio no Canadá.
A partir de maio as novas regras de entrada de brasileiros começaram a valer. Para quem tem visto americano ou já esteve no Canadá nos últimos 10 anos,  a novidade é o eTA http://www.canadainternational.gc.ca/brazil-bresil/highlights-faits/2016/2016-11-01-ETA-AVE.aspx?lang=por, que é uma identificação eletrônica mais simples e mais barata do que o tradicional visto de turista e vai custar apenas 7 dólares canadenses, em torno de 20 reais.  O eTA serve para quem quer passear ou fazer cursos de idiomas com duração inferior a 6 meses. Já para quem quiser estudar mais tempo no país,   a orientação é tirar o visto de estudante e se a cidade escolhida for Montreal, o aluno tem de ter ainda, um atestado de autorização do governo de Quebec, o CAQ.

Mais informações:

 

Apoio para reportagem
Rosane Rodrigues  – Assessora de imprensa da MIILA para o Brasil

Priscila Cardoso – Coordenadora de Admissão da MIILA, escola-parceira do College TECCART em Montreal!

 

 

Postagens Recentes

Deixe um Comentário